0

Isabela

Era uma gorda sensual e adorava o fato de ser gorda. Se olhava no espelho e admirava os excessos que sobravam no culote e cintura. Quando criança, passava horas olhando aquelas imagens dos quadros renascentistas nos livros de arte do seu pai. O que mais gostava no seu corpo era a coxa roliça e a bunda saliente, adorava mostra-las. Exibicionista. Biquini pra ela, só os menores. Gostava de calça legging e salto alto. Era gorda e baixa. Frequentava acadêmia, mas não por uma questão estética, era pura necessidade física. Elétrica, não parava um segundo e precisava gastar a energia de alguma forma. Além de exibicionista, tarada convicta. Sua maior fonte de prazer era a boca, devorando algumas guloseimas ou saboreando um pau duro e grande. Tamanho para ela era documento sim. Gostava dos maiores, dos maios grossos e dos que pulsavam mais. Tinha uma certa fixação pelos paus de cabeça bem rosada. Os olhos chegavam a brilhar. Seu corpo tinha espamos quando sentia um cacete preenchendo seus lábios. A boceta encharcava na hora. Sexo para ela só no claro. Gostava de frequentar motel por causa da quantidade de espelhos espalhados pelo cômodo. Observava o vai e vem do corpo e as mãos apertando com vontade as dobras que se formavam. E o que de fato mais gostava, era de finalizar um pau com sua boca. Era capaz de gozar só de sentir aquele líquido tocando sua língua. A porra quente preenchendo sua garganta a enchia de alegria e saciedade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário